Que nada te falte nestas férias!
Que não te falte a vontade de dormir sem pressa
e a de acordar excitado com aquilo que hoje vais fazer.
Que não te falte o beijo que recebes sem esperar
e o abraço que dás por outro esperado.
Que não te falte o sorrir e o chorar.
Que não te falte o descobrir o que há de novo
e o ver o que já era como se fosse a primeira vez.
Que não te falte o outro nem tu ao outro faltes.
Que não te falte o dar e, sem que o esperes, o receber.
Que não te falte o nada fazer, o nada pensar
para que isso seja para ti sinal de parar
e ocasião de perceber o essencial.
Que não te falte o pensar em quem te faz falta.
Que não te falte a vontade do regresso.
Que não te falte o sabor a Deus.
Que nada te falte nestas férias!