“Ainda que eu tenha o dom da profecia
e conheça todos os mistérios e toda a ciência,
ainda que eu tenha tão grande fé que transporte montanhas,
se não tiver amor, nada sou…


O amor é paciente,
o amor é prestável,
não é invejoso,
não é arrogante nem orgulhoso,
nada faz de inconveniente,
não procura o seu próprio interesse,
não se irrita nem guarda ressentimento.
Não se alegra com a injustiça,
mas rejubila com a verdade.
Tudo desculpa, tudo crê,
tudo espera, tudo suporta.
O Amor jamais passará.” (São Paulo)

Dinâmica: Pensar, meditar … Que provoca em ti o «Hino ao Amor»? Que provoca ele na tua relação com os outros? Podes fazer algo diferente na tua relação com os outros?